iPhone 6 irá virar um cartão de crédito?

A Apple lançou no dia 09/09/2014, na Califórnia, nos Estados Unidos, a nova linha de smartphones da marca, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus. A nova geração é mais fina, mais leve, tem telas maiores que as anteriores, possui baterias que duram mais tempo e um novo sensor na câmera que permite foco automático mais rápido e vídeos em câmera lenta (veja comparação com outros modelos no fim da matéria). Mesmo com tantas novidades, a grande inovação que faz o iPhone 6 melhor que a versão anterior é que agora o aparelho pode substituir os cartões de débito ou crédito.

Através do Apple Pay, usuários dos novos iPhones poderão armazenar seus cartões na memória dos celulares e assim fazer pagamentos em lojas credenciadas. Essa nova modalidade de pagamento é possível através de uma tecnologia chamada NFC (Near Field Communication), inexistente no iPhone 5, apesar de já ter sido explorada por outros smartphones com sistema operacional Android.

“Nossa intenção é substituir isso aqui”, afirmou o CEO da Apple, Tim Coook, ao exibir um vídeo de uma mulher com dificuldades para fazer pagamento usando cartão de crédito. Na gravação, a ideia era de que o tempo que a pessoa gasta para abrir a bolsa, achar a carteira, o cartão, a carteira de identidade e conseguir fazer a compra é burocrático demais e pode ser rapidamente substituído pelo iPhone.

De acordo com a marca, a nova tecnologia poderá armazenar cartões de crédito da Visa, Mastercard e American Express. Como a novidade ainda não chegou ao Brasil – a previsão é que as vendas dos novos iPhones comecem no fim do ano -, apenas lojas dos Estados Unidos estão autorizadas a usar o Apple Pay, a partir do mês que vem. Por enquanto, 220 mil comércios norte-americanos já estão cadastrados, inclusive as lojas de departamento Macy’s e Bloomingdale’s, as redes de lanchonetes Subway e Mc Donald’s e a Disneylândia.

No Brasil ainda não há data confirmada para o início da venda dos aparelhos. Já nos Estados Unidos é possível comprar os iPhone 6 a partir do dia 19 de setembro, por US$ 199, US$ 299 e US$ 399 (opções com contrato); e US$ 649, US$ 749 e US$ 849 (opções sem contrato). Enquanto o aparelho não chega por aqui, confira a comparação do desempenho dos iPhones:

 (Soraia Piva/EM/D.A.Press)

Fonte: EM.COM.BR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s